Perfil dos palestrantes e debatedores

Seminário Internacional Cidades, Futuros Possíveis – 2012

Gonzalo Aguilar (Filosofia e Letras/ UBA) - Doutor pela Universidade de Buenos Aires e pesquisador do CONICET. Professor de Literatura Brasileira na Faculdade de Filosofia e Letras da UBA, foi professor visitante em Stanford University, Harvard University e na USP (Universidade de São Paulo). Em 2005, recebeu a bolsa Guggenheim. É autor de Poesia concreta brasileira: as vanguardas na encruzilhada modernista (EdUSP, 2005), Otros mundos: ensayos sobre el nuevo cine argentino (Santiago Arcos editor, 2005; traduzido para o inglês), Episodios cosmopolitas en la cultura argentina (Santiago Arcos editor, 2009), Borges va al cine (com Emiliano Jelicié, Libraria, 2010) e Por una ciencia del vestigio errático (Ensayos sobre la antropofagia de Oswald de Andrade) (Grumo, 2010). 

Beatriz Jaguaribe (ECO-PACC/UFRJ) - Professora na Escola de Comunicação da UFRJ e pesquisadora da linha Imaginários Urbanos do Programa de Pós-Doutorado do PACC. É autora dos livros O choque do real: estética, mídia e cultura (2007), Mapa do Maravilhoso do Rio de Janeiro (2001), Fins de século: cidade e cultura no Rio de Janeiro (1998) e de vários ensaios sobre cultura urbana, imaginários da nação e invenções do self na literatura e na cultura visual. Foi professora visitante em Dartmouth College, Stanford University, New School of Social Research e Princeton.

Bete França (SEHAB/SP) - Arquiteta e urbanista, tem 25 anos de experiência em planejamento urbano, habitação social, urbanização de favelas e gestão de projetos participativos. Doutora pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2009), com a tese “Favelas em São Paulo (1980 – 2008), das propostas de desfavelamento aos projetos de urbanização – A Experiência do Programa Guarapiranga”. É Superintendente de Habitação Popular e Secretária-adjunta de Habitação da Prefeitura do Município de São Paulo.

Manoel Ribeiro (Arquiteto e Urbanista) - Urbanista com experiência em planejamento regional, inserção de empreendimentos hidrelétricos e petroquímicos e planejamento estratégico,  foi consultor da UNESCO para a avaliação de programas para/com a juventude (Escolas Abertas); trabalhou com associações de moradores de favelas e redes de jovens – Funk, Hip-Hop, Escolas de Samba Mirins e Jongo. Coordenou projetos Favela/Bairro em oito localidades, no Rio de Janeiro, e o o gerenciamento dos sub-programas sociais do Programa de Recuperação Urbanística e Social dos Igarapés de Manaus – PROSAMIM, e do Programa de Urbanização Integrada das Favelas do Vale do Reginaldo – Maceió/AL. Elaborou o projeto urbanístico do water-front de Santa Cruz Cabrália-BA e, atualmente, coordena a revisão do Plano Diretor de Petrópolis-RJ.

Roberto Segre (FAU/UFRJ) - Graduado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Buenos Aires em 1960, foi professor de História da Arquitetura na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo em Havana, Cuba, quando escreveu Arquitetura e Urbanismo da Revolução Cubana. Ex-assessor da UNESCO, organizou o livro América Latina en su Arquitectura (1975). Em 1985, obeteve a bolsa Guggenheim de Nova York para estudar a arquitetura antilhana, e elaborou o livro Arquitectura Antillana del Siglo XX (2004). Desde 1994 leciona no Programa de Pós-graduação em Urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PROURB/UFRJ). Em 2007, recebeu o diploma de Doutor Honoris Causa no Instituto Superior Politécnico de Havana, Cuba (ISPJAE). Publicou mais de 35 livros e 400 ensaios sobre a arquitetura e urbanismo da América Latina e Caribe.

Luiz Alberto Oliveira (CBPF e Museu do Amanhã) - Físico e doutor em Cosmologia, é pesquisador e professor de História e Filosofia da Ciência no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF/MCTI). Curador do Museu do Amanhã (em implantação no Píer Mauá, Rio de Janeiro), é professor convidado da Casa do Saber do Rio de Janeiro e do Escritório Oscar Niemeyer.

Augusto Ivan de Freitas Pinheiro (Urbanismo/PUC RJ) - Professor de Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Atualmente, integra a equipe da Empresa Olímpica Municipal do Rio de Janeiro, criada para planejar e monitorar ações relacionadas às Olimpíadas de 2016.

Tânia Fernandes (COC/FIOCRUZ) - Doutora em História Social pela USP, pesquisadora da Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz, desenvolve pesquisas na área de História, com temas voltados para História das ciências, da saúde e das doenças. Neste conjunto destacam-se estudos acerca da história das comunidades de Manguinhos, como área de vulnerabilidade social. É autora de livro publicado sobre o tema onde concepções acerca da memória e a metodologia de história oral se configuram com aportes metodológicos.

Cristovão Duarte (FAU/UFRJ) - Arquiteto e Urbanista formado pela UFRJ, doutor em Planejamento Urbano e Regional (IPPUR/UFRJ) e professor da FAU e do Programa de Pós-Graduação em Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, é autor do livro Forma e Movimento (2006) e coorganizador do livro Favela&Cidade (2008). Atua, principalmente, com os temas Projeto Urbano, Morfologia Urbana, Circulação Urbana, Favelas e História do Urbanismo.

Maria Alice Rezende de Carvalho (Ciência Sociais/PUC RJ) - Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC Rio, onde coordena o CENTRAL – Núcleo de Estudos e Projetos da Cidade, foi presidente da ANPOCS no biênio 2009-2010. Atualmente, integra o Conselho Estratégico de Informações da Cidade, instituído pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, em funcionamento no Instituto Pereira Passos.

Mariana Cavalcanti (CPDOC/FGV) - Antropóloga, com formação também na área de comunicação social, é doutora pela Universidade de Chicago e professora e pesquisadora da Escola de Ciências Sociais CPDOC/FGV. Sua trajetória de pesquisa é marcada por temas relativos ao espaço urbano, em particular as favelas cariocas, sua história, cotidiano e suas representações sociais. Atualmente, desenvolve pesquisas na antiga região industrial da Leopoldina no Rio de Janeiro.

Federico Neiburg - Doutor em Antropologia Social, é professor associado do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social e coordenador do Núcleo de Pesquisas em Cultura e Economia do Museu Nacional/UFRJ.  Tem experiência de pesquisa no Brasil, na Argentina, México e, nos últimos anos, no Haiti, onde coordena um grande projeto coletivo sobre economia popular nos bairros pobres de Porto Principe. Em 2003 obteve a John Simon Guggenheim Foundation Fellowship e, em 2010, foi convidado a ministrar a “Sidney Mintz Lecture”, na Johns Hopkins University, USA. Foi professor visitante em várias instituições, entre as quais École Normal Supérieure (Paris), Chicago University (EUA), Escuela Nacional de Antropologia e Historia (México) e Universidad de Buenos Aires (UBA).

José Augusto Padua (IFCS/UFRJ) - Doutor em Ciência Política pelo IUPERJ, é professor adjunto do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da UFRJ. Historiador especializado em ecologia, é autor dos livros O que é ecologia Ecologia e Política no Brasil, além de vários artigos em livros, periódicos científicos, revistas e jornais publicados no Brasil e no exterior.

Rogério Proença Leite (Ciências Sociais/UFS) - Sociólogo, mestre em Sociologia pelo PIMES-UFPE e doutor em Ciências Sociais pelo IFCH-UNICAMP. Coordena o Laboratório de Estudos Urbanos e Culturais e é professor do Departamento de Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Sergipe. Pesquisador associado do CEMI-UNICAMP,  segue a linha de pesquisa Espaço e poder, coordenada por Antonio Augusto Arantes, e atua como consultor na área de cultura, artesanato e patrimônio cultural. Tem artigos publicados sobre cultura, cidade e espaço público em diversas revistas especializadas.

Henri Acselrad (IPPUR/UFRJ) - Doutor em Planejamento, Economia Pública e Organização do Território pela Université Paris 1 (Panthéon-Sorbonne) (1980) e mestre em Economia pela Université Paris 1 (Panthéon-Sorbonne), é professor associado do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da UFRJ. Com experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, atua principalmente nos seguintes temas: Modelos de desenvolvimento e conflitos ambientais; Ecologia política da sustentabilidade; Política e regulação ambiental; Apropriações sociais da sustentabilidade urbana; Movimentos sociais, desigualdade e justiça ambiental; e Cartografia social.

Ilana Strozenberg (ECO-PACC/UFRJ e O Instituto) - Doutora em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, especializada em Antropologia Social pelo Museu Nacional/UFRJ, é graduada em Sociologia e Política pela PUC Rio, e em Études Litteraires – Universite de Paris IV (Paris-Sorbonne). Professora adjunta da Escola de Comunicação da UFRJ, suas pesquisas investigam temas que envolvem as diferenças culturais no meio urbano brasileiro contemporâneo, as articulações entre suas diferentes expressões e com o mercado midiático e seu impacto sobre as hierarquias sócio-políticas tradicionais.