Mobilização jovem em debate

Mobilização jovem em debate no Rio de Encontros 2013 / Foto Marco Sobral

Um encontro sem protocolo e com um esquema experimental. Três convidados, três perguntas para começar a conversa. Na terça-feira, 13 de agosto, o Rio de Encontros promoveu uma roda vivíssima, definição de Ilana Strozenberg, diretora acadêmica d’O Instituto, para o evento que reuniu o jornalista Zuenir Ventura, a professora e pesquisadora do CPDOC/FVG Dulce Pandolfi, a colaboradora da Midia Ninja Daniela Fichino e uma plateia de origens variadas.

Antropólogos, jornalistas, sociólogos, arquitetos, representantes de organizações não governamentais, professores e estudantes universitários e pós-graduandos lotaram a sala 2 da Casa do Saber Rio – O Globo, para ouvir e debater sobre a mobilização jovem no Brasil desde a Passeata dos 100 Mil, em 1968, até as manifestações que tomam as ruas do país desde o mês de junho.

Acompanhe a cobertura dos encontros no blog RIO DE ENCONTROS.

Como comparar as manifestações de 1968, dos anos 80 e 90 e as que estão nas ruas do Rio e do país? O que mobilizava e mobiliza os jovens nesses diferentes momentos? Como comparar o papel de intelectuais, artistas e da grande imprensa nessas mobilizações? Estamos vivendo uma transformação nos modos de pensar e fazer política? Essas foram as perguntas iniciais que pautaram uma conversa que se estendeu e foi tão esclarecedora como estimulante.

VEJA AS FOTOS DO ENCONTRO