Rio de Janeiro, ontem e hoje

Gente jovem reunida dá em muitas coisas. Na abertura da edição 2013 do Rio de Encontros, iniciada com uma palestra da socióloga Maria Alice Rezende de Carvalho, representantes de movimentos e projetos desenvolvidos em comunidades do Rio de Janeiro ocuparam lugar privilegiado na plateia e mostraram que de luta por direitos e de territórios eles entendem bem.

Ao fazer uma retrospectiva histórica da ocupação do centro da cidade desde os tempos da escravidão até os dias atuais, com o tema “Rio de Janeiro, ontem e hoje”, Maria Alice favoreceu a discussão sobre as manifestações populares que eclodiram no último mês em todo o país, no Rio em especial. Como interlocutores, além dos jovens convidados especiais, jornalistas, cientistas sociais, ativistas, acadêmicos, políticos e urbanistas.

Serão, ao todo, cinco encontros até novembro. Os  jovens selecionados para participar de todos os eventos têm origens diversas e vêm do Observatorio de Favelas, Agência de Redes para a Juventude, Norte Comum, Imagens do Povo, Regiões Narrativas, Redes de Desenvolvimenyo da Maré, Viva Favela, Parceiros do RJTV, da UPP Social.

Realizado por O Instituto, com patrocínio da Souza Cruz e apoio do Jornal O Globo, o Rio de Encontros chega ao quarto ano mais que rejuvenescido.

Confira, no blog do Rio de Encontros, alguns dos pensamentos e frases ditos na Casa do Saber Rio – O Globo, na manhã de terça-feira, 16 de julho.